Partilhar

Picos de Europa – Dia 6 – Cordiñanes a Collado Hermoso (Espanha)

O toque de alvorada ouviu-se cedo no “Albergue El Diablo de la Peña” em Caín. Afinal tínhamos pela frente talvez o dia mais incrível de toda a travessia – a ascensão ao Collado Hermoso, um dos locais mais isolados e remotos dos Picos de Europa.
Enquanto o pequeno almoço descia nos corpos ainda sonolentos, lá fora as cores intensas do nascer do sol explodiam nas montanhas. Os seus picos travestiam-se e assumiam diversas nuances de laranjas fortes.
A lua ainda não se tinha deitado e por entre dois picos espreitava, compondo aquele quadro vespertino.
Os jipes 4×4 que nos levariam para o inicio do trekking acabavam de chegar. Este seria o único dia em que recorreríamos a outros meios que não as nossas gastas solas para nos deslocarmos nos Picos da Europa.
Assim, serpenteando em magnificas, porém apertadas, estradas de montanha, rapidamente chegaríamos a Cordiñanes, o inicio do percurso.
Enquanto, olhando pelo vidro, nos deliciávamos com as paisagens que nos eram reveladas, no auto-radio saíam sons que viriam a animar todos os presentes. A versão castelhana da “Cabritinha” de Quim Barreiros era algo que ninguém esperaria ouvir naquela circunstância. O certo é que despertou os ainda meio adormecidos e animou os restantes naquela manhã de Agosto.

Mochila às costas, iniciámos a ascensão.
A cada passo dado, a respiração mais sonora e ofegante ecoava no silêncio de imponentes paredes de rocha.
Por trilhos esculpidos na pedra, atravessando jardins vivos no cume das altas montanhas, descansando em varandas verdes com o mundo aos nossos pés, o destino estava cada vez mais próximo.
Num último fôlego, quase transformado em escalada, atingimos o Collado Hermoso. À nossa espera, umas tapas de queijos e enchidos desapareceram num ápice, na mesa com melhor vista que alguma vez encontrei. Com a cortesia do Pablo, guarda do abrigo, saboreámos a mais saborosa sidra.

Enquanto aguardávamos pelo jantar, recebemos a visita de alguns ousados rebecos que na esperança de um simples petisco se aventuravam tentando uma corajosa aproximação. Por entre a bruma que entretanto se levantou desapareceram com a mesma rapidez e discrição com que chegaram.
A noite caiu cedo e o descanso foi merecido.

FICHA TÉCNICA
4,9 kmlinear
só ida
ALTIMETRIA
Altimetria
DOWNLOAD GPS (GPX + KML)

(inscreve-te já na newsletter para receberes os próximos percursos por email)

Partilhar