Partilhar

PR6 (PMS) - Fórnea (Porto de Mós)Foi na Pousada da Juventude de Alvados que dei entrada naquele final de tarde de sexta-feira. Pela frente tinha planeado uns dias repletos de actividades pedestres. Estava no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros e iria aproveitar cada minuto para o conhecer melhor.
Check-in feito enquanto lá fora, a noite cobria de negro os montes que pintavam a janela do meu quarto .
Apesar das elevadas expectativas que tinha em relação às actividades pedestres que iria realizar, a primeira aventura foi mesmo gastronómica.
Em cada local visitado procuro descobrir aqueles recantos mais típicos, que retratem da forma mais fiel possível as raízes e cultura de uma região. Assim, com o aproximar da hora do jantar, dirigi-me à aldeia do Livramento, à procura da “Tasca da Ti Maria dos Queijos”.
Encontrei um espaço acolhedor onde cada petisco é cuidadosamente preparado para nos confortar, deixando-nos uma sensação de bem estar e saciedade que, no meu caso, se prolongou pelo resto do fim de semana. Os queijos caseiros confeccionados pela “Ti Maria” foram degustados quer como entrada quer como sobremesa…ao mesmo tempo umas boas-vindas e uma despedida de tão deliciosa refeição.
Regressei à Pousada para uma noite de descanso.

Aos primeiros raios de sol de sábado estava já junto ao Café da Bica em Alcaria (na estrada que liga Porto de Mós a Alvados) onde iniciei o PR6 (PMS) – Percurso Pedestre da Fórnea.

A Fórnea “trata-se de uma magnífica estrutura em anfiteatro com cerca de 500m de diâmetro e 250m de altura, corresponde à cabeceira encaixada do Ribeiro da Fórnea escavado em calcários margosos e margas do Jurássico Inferior a que se sobrepõe os calcários do Jurássico Médio.” – in ICNB

O trilho inicia-se por um caminho de terra batida, entre terras de cultivo, oliveiras e figueiras, acompanhando o Ribeiro da Fórnea que nesta altura do ano estava com muito pouco caudal.
Deixando as terras agrícolas para trás encontramos, no inicio da subida para a Cova da Velha, uma pequena cascata para nos refrescar antes da íngreme subida.
A Cova da Velha é uma pequena gruta na vertente da Fórnea com uma nascente de baixo caudal que vai alimentar o Ribeiro da Fórnea. Existem várias nestas escarpas mas esta é talvez a mais importante. O acesso é feito por um pequeno trilho com alguma instabilidade pelo que nesta fase deveremos ter cuidados redobrados.
Após visita à Cova da Velha, o regresso é feito pelo mesmo caminho até Alcaria num total de cerca de 4 km (ida e volta) com um grau de dificuldade média/baixa.
Segui caminho para uma tarde passada debaixo de terra. As Grutas de Mira de Aire, Alvados e Santo António preencheram o resto do meu dia. Nos próximos posts descreverei essas experiências “underground”.

 

Vídeo Álbum Mapa GPS
PR6 (PMS) - Fórnea (Porto de Mós) PR6 (PMS) - Fórnea (Porto de Mós) PR6 (PMS) - Fórnea (Porto de Mós) - Mapa
(Sign up for the newsletter to receive the next hiking trail by email)

Partilhar