Partilhar

Caminhada na marginal da Póvoa de Varzim (Póvoa de Varzim)

O céu estava um pouco cinzento para me receber na Póvoa de Varzim. Aos primeiros passos começam a cair algumas gotas de chuva que ameaçavam ensombrar este leve passeio pedestre pela marginal da cidade poveira.
Iniciei a caminhada na Avenida Vasco da Gama, junto ao monumento “Às gentes da Póvoa”. Da autoria do escultor Rui Anahory, foi inaugurado em 1995 e representa todo o concelho, o interior rural e a faixa litoral com a sua actividade piscatória. É aliás o mar a alma do poveiro, sendo o seu principal sustento, bem como a sua respiração, a sua vida, o seu relaxamento, a sua preocupação (pelos que nele se aventuram), a sua animação e também o seu divertimento.
Com a Praça de Touros à direita, continuei em direcção ao extenso areal.
Parei num bar de praia para tomar um café, aproveitando para aquecer um pouco a alma, enquanto lá fora soprava um vento frio e desagradável.
O tempo melhorou e continuei a caminhada pela marginal (Avenida dos Banhos) em direcção a sul.
Rapidamente cheguei ao Passeio Alegre onde o Grande Hotel e o Casino da Póvoa assumem particular destaque.
No centro, o monumento ao “Cego do Maio”, inaugurado em 1909 e mandado erguer pelos poveiros emigrados no Brasil, é uma homenagem a José Rodrigues Maio, pescador falecido em 1884. Este heróico poveiro salvou inúmeras vidas em naufrágios e foi-lhe por isso concedido, entre outras condecorações, o colar da Ordem da Torre e Espada, pessoalmente entregue pelo Rei D. Luís.
Continuei agora junto ao Porto de Pesca. Nele, algumas embarcações repousam da faina quotidiana.
Do outro lado, vejo a Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição, edificada com o objectivo de defender a zona costeira dos ataques de pirataria, nos reinados de D. Pedro II e D. João V.
Seguindo pela ciclovia da Póvoa de Varzim, caminho até à Igreja Paroquial da Nossa Senhora da Lapa, datada de 1772. Esta igreja foi mandada construir pela classe piscatória para aqui venerarem a sua padroeira, Nossa Senhora da Assunção. Tem a particularidade de ter um farol no topo, virado para o mar, agora desactivado e que era o elo de ligação com os pescadores que no mar arriscavam a vida.
Inverti o sentido da marcha antes de entrar na cidade vizinha de Vila do Conde e regressei ao ponto de partida pelo mesmo caminho anteriormente percorrido.

Vídeo Álbum Folheto Onde ficar Perfil Extensão
Caminhada na marginal da Póvoa de Varzim (Póvoa de Varzim)
Caminhada na marginal da Póvoa de Varzim (Póvoa de Varzim)
Ver mapa da cidade em
povoadevarzim.com.pt

Hotéis, Residenciais, Pensões, Albergues, Pousadas, Hostals, Turimo Rural, Campismo...escolha o seu alojamento barato.
Caminhada na marginal da Póvoa de Varzim (Póvoa de Varzim)
5,29 Km
(linear – ida e volta)
DOWNLOAD GPS (GPX + KML)
(Sign up for the newsletter to receive the next hiking trail by email)

 

Partilhar