Pico de Majalasna e Siete Picos (Valle de la Fuenfría – Sierra de Guadarrama)

No último dia em Espanha, regressámos à zona onde iniciámos esta descoberta da “Sierra de Guadarrama”, agora para percorrer o trilho “Pico de Majalasna” e atingir também, outro dos ícones desta serra, os “Siete Picos”.

Seguindo as marcas amarelas bem definidas, iniciámos a ascensão que, entroncando com o “Camino Schmid” nos levaria ao “Collado Ventoso” a 1896 m de altitude.
Neste ponto, desviámo-nos da rota “Pico de Majalasna” para continuar a subir até aos “Siete Picos”. Valeu a pena.
O seu nome provém do conjunto de sete picos de granito que, visíveis a uma grande distância, são um dos símbolos mais conhecidos desta serra.
Foi no pico mais oriental e com maior altitude dos sete que pausámos para almoçar. Ali mesmo, com a serra aos nossos pés.

Agora mais reconfortados, regressámos ao trilho assinalado para, na “Senda de los Alevines”, chegarmos ao “Pico de Majalasna”.
As despedidas da serra estavam para breve. Sempre em sentido descendente viemos ter a um local já nosso conhecido: “Los Miradores de los Poetas” dedicados a Vicente Aleixandre e Luis Rosales.
Aproveitámos para fazer uma breve pausa junto ao “Mirador-Posada Luis Rosales”. Incrustado nas pedras está uma caixa de correio dedicada ao poeta e no seu interior depositou-se um livro com os seus poemas.
Esse livro entretanto desapareceu e hoje muitos dos caminhantes que por lá passam, deixam por escrito alguns dos pensamentos e sensações que ali os inundam. É também uma homenagem ao poeta que naquelas pedras escreveu obras magnificas de poesia.
Agora já no troço final do trilho, despedimo-nos de Guadarrama com um “obrigado” pois foram dias magníficos aqueles que a serra no proporcionou. Fica a vontade de voltar.

FICHA TÉCNICA
15,6 kmcircular
ALTIMETRIA
Altimetria
DOWNLOAD GPS (GPX + KML)

(inscreve-te já na newsletter para receberes os próximos percursos por email)