II Caminhada pela Saúde - Verride (Montemor-o-Velho)

Numa organização da Associação Filarmónica União Verridense, a “Caminhada pela Saúde” teve a sua primeira edição em 2016. Estando presente nesta primeira edição não podia deixar de estar também na segunda, num percurso mais extenso, com início na sede da Filarmónica em Verride e chegada ao Outeiro da Moura (fotografia acima) onde, após cerca de 15 km num percurso circular, seria oferecido o almoço convívio a todos os participantes.

Ao longe ergue-se entre arrozais o monte que abraça o lugar de Outeiro da Moura.

Pouco passava das 8h30 da manhã quando foram dados os primeiros passos da “II Caminhada pela Saúde” em Verride. Despedimo-nos da Capela de S. Sebastião com um “até já”, numa animação que contagiava as cerca de 70 pessoas que participaram na actividade. Ao chegar à Capela de Santa Ana, a poucas dezenas de metros da povoação de Caixeira, seguimos pela direita subindo o trilho bem definido em terra batida. Rasgando eucaliptais e pela sombra de alguns cedros passamos junto à Quinta da Giroa onde o verde é uma constante.

II Caminhada pela Saúde - Verride (Montemor-o-Velho)

Encontramos novamente o asfalto na estrada que une a Caixeira a Vila Nova da Barca. Aqui predominam os campos agrícolas de culturas familiares como milheirais, vinhedos e alguns olivais.
Ao chegar ao casario de Vila Nova, seguimos à direita descendo o vale num caminho rural que nos transporta por entre essas pequenas culturas de subsistência intercalando com terrenos em pousio, alguns deles já invadidos por mato e vegetação autóctone.
Perto do Carvalhal da Azóia fazemos uma breve pausa para nos refrescarmos antes de atingirmos a quota máxima de altitude do percurso (cerca de 95m).

II Caminhada pela Saúde - Verride (Montemor-o-Velho)

Daqui é possível observar um manto verde, maioritariamente constituído por pinheiros, eucaliptos e urze, salpicado pelos telhados das casas nas povoações ao redor. Alguns abrigos de construção artesanal indiciam estarmos em zona de caça e no grupo fala-se da caça ao javali que em determinadas épocas do ano atrai a esta região caçadores de vários pontos do país.
Estamos a chegar ao fim da caminhada e ao longe ergue-se entre arrozais o monte que abraça o lugar de Outeiro da Moura. Terminamos debaixo de um intenso calor mas à nossa espera estava uma deliciosa Sopa da Pedra, que restabeleceu todas as energias perdidas nas 4 horas de caminho.
Uma nota final para informar que este percurso pode ser realizado com carrinho de bebé, existindo apenas algumas secções com lajes de pedra mais salientes que requerem mais atenção e cuidado. Nestas, intercalámos com o marsúpio e com direito a uns momentos de sesta.

Pontos de Interesse: Associação Filarmónica União Verridense, Capela de S. Sebastião, Capela de Santa Ana, Arrozais e Outeiro da Moura.

FICHA TÉCNICA

Marcação
0/5marcação

Dificuldade
3/5dificuldade

Paisagem
3/5paisagem

Distância
14,8kmcircular

Tempo
4h:15m
ALTIMETRIA
Altimetria
DOWNLOAD GPS (GPX + KML)

(inscreve-te já na newsletter para receberes os próximos percursos por email)