Caminhada em Póvoa de Lanhoso (Póvoa de Lanhoso)Foi em Maio de 1846 que, em Póvoa de Lanhoso, rebentou a revolta popular contra o governo de Costa Cabral, originada pelo grande descontentamento da população pelas novas leis do recrutamento militar, por alterações fiscais e pela proibição de realizar enterros dentro de igrejas. Uma irreverente mulher assumiu um papel activo e de grande destaque nesta revolução, que ficou conhecida pelo nome de Maria da Fonte. Foi na terra de Maria da Fonte que fiz esta pequena caminhada, aproveitando o dia soalheiro nesta região minhota. Com início na Av. da República, junto aos Paços do Concelho, segui em direcção ao Largo Barbosa e Castro e encontrei na rotunda a estátua desta heroína.

Foi na terra de Maria da Fonte que fiz esta pequena caminhada, aproveitando o dia soalheiro nesta região minhota.

Já na outra margem do pequeno canal onde as águas do Rio Ave avançam tranquilamente, inicio a subida pelas ruas da povoação até ao monumento de homenagem a Nossa Senhora de Fátima. “Era uma senhora mais brilhante que o sol” pode ler-se em circulo na escultura que celebra as aparições aos três pastorinhos.
Deste ponto os olhos chegam ao Monte do Pilar, o maior monólito granítico do país, onde se ergue o Castelo de Lanhoso, desde o século XII, e o Santuário de Nossa Senhora do Pilar. Infelizmente não reuni as condições necessárias para o visitar desta vez, pelo que ficará para uma próxima oportunidade.
Desço até ao Parque do Pontido e termino a caminhada com vontade de regressar à região, para descobrir muito mais do património natural de Póvoa de Lanhoso.

FICHA TÉCNICA

1,8 kmscircular
ALTIMETRIA
Altimetria
DOWNLOAD GPS (GPX + KML)

(inscreve-te já na newsletter para receberes os próximos percursos por email)